Mostrando postagens com marcador faculdade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador faculdade. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, maio 02, 2018

O coeficiente de rendimento é importante durante o estágio? Qual é o seu impacto?

Já falamos diversas vezes sobre ele aqui (Coeficiente de rendimento e estágio no Mercado Financeiro), aqui (No início da faculdade devo focar no CR ou em atividades extracurriculares), aqui (Mas e se o meu CR é baixo porque sou de universidade federal?) e aqui (Por que o CR é tão importante para o Mercado Financeiro?).

Mas, além de ser um gate keeper durante os processos seletivos, há algum impacto direto do CR nas atividades que você irá exercer como estagiário?



Nem um pouco. Como estagiário no Mercado Financeiro você terá mais responsabilidades que o estagiário mediano de outras indústrias, mas ainda assim terá de realizar atividades com baixa ou média contribuição intelectual.

Caso fossem de elevada contribuição intelectual, não teriam contratado um estagiário com quase nenhuma experiência profissional para tocar este projeto, não é mesmo?

O que a sua equipe irá esperar de você é proatividade, capacidade de analisar o todo e seus detalhes, além de sugerir formas de melhorar a rotina ou a atividade a ser exercida. Pode ser a sugestão mais boba, mas desde que diminua o tempo da rotina ou torne-a mais eficiente, será vista com bons olhos.

Ao longo do tempo você verá que as matérias vistas na faculdade podem não ter qualquer correlação com o que será visto no estágio, assim como o que é visto no estágio provavelmente não o ajudará nas provas da faculdade.

Coeficiente de rendimento é importante depois do estágio?

quinta-feira, março 22, 2018

O final do primeiro semestre e a metade do segundo semestre são vistos com horror e excitação pelos universitários que buscam entrar no Mercado Financeiro ou em qualquer outra indústria competitiva.

Tais períodos de tortura são resultado da divulgação e realização de dezenas de processos seletivos ao mesmo tempo. E, para variar, os processos seletivos ocorrem durante o período de provas das faculdades.

Conheço uma pessoa que foi entrevistada 5 vezes pela mesma asset durante uma semana e que, ao final de um mês, havia sido entrevistada por 30 pessoas de diversas instituições.

Essa mesma pessoa foi entrevistada por uma outra asset às 14 horas de uma sexta-feira, após ter saído correndo da universidade e, sem poder olhar para o relógio ou demonstrar que tinha outras responsabilidades on the line durante a entrevista, seria entrevistada duas horas depois em outro local da cidade por outra instituição financeira.

Eu sou essa pessoa.

O mais enervante dessa situação não é o número elevado de entrevistas ou etapas, mas a ansiedade ligada à espera da resposta de cada um dos processos seletivos.

Você quer entrar na instituição financeira dos seus sonhos, mas não quer correr o risco de ser reprovado em uma das etapas e acabar sem estágio ou emprego. E acaba se inscrevendo em vários processos, só para garantir.

Quanto à ansiedade, não há muito o que fazer. O tempo é, ao mesmo tempo, o seu amigo e o seu inimigo e a única coisa que você pode fazer é esperar.

Quanto aos diversos processos seletivos, há coisas simples que podem ser feitas.

  • Tentar marcar as etapas em datas e horários o mais distantes possíveis
  • Marcar entrevistas durante o horário de compromissos sacrificáveis (como aulas, entre outros)
  • E, por fim, sacrificar um processo seletivo para estar presente na etapa de outro. Haverá etapas em que não existem horários ou dias alternativos e uma escolha deverá ser feita.



Quer receber vagas de estágios de férias e outras atualizações por e-mail?

* obrigatório

Como manter a sanidade durante o período de recrutamento?

quarta-feira, março 07, 2018

Atualmente, o número de gestoras de recursos, corretoras e bancos de investimento que passaram a ver programação como algo necessário e não apenas como diferencial tornou-se considerável.

Os candidatos que não possuírem nível avançado em Excel e VBA e, preferencialmente, outra língua de programação, estarão em desvantagem.

Para aqueles que já estão no final da faculdade e buscam um estágio ou emprego como analista no Mercado Financeiro, recomendo estudar VBA até o talo.

Já para aqueles que estão iniciando a faculdade, recomendo estudar python, R, stata e outras línguas primeiro e, depois, Excel e VBA. Os primeiros são um grande diferencial se você souber programar decentemente, enquanto os últimos são bem mais fáceis de serem absorvidos em pouco tempo.

Como está o seu nível de programação?

segunda-feira, fevereiro 12, 2018

Ligas de Mercado Financeiro oferecem a oportunidade de conhecer diversos alunos, de sua própria faculdade, que também possuem o interesse de trabalhar na mesma indústria que você. Consequentemente, as possibilidades são enormes.

No início, após ser aprovado no processo seletivo da liga, haverá o compartilhamento de conteúdos sobre análise técnica, fundamentalista, sistema financeiro nacional, entre outros tópicos presentes no treinamento inicial. Suas hard skills começarão a ser formadas aqui.

Haverá o contato com professores especializados de finanças presentes no Departamento de Economia de sua universidade, se a sua universidade ou faculdade não tender à esquerda, rs. Você poderá obter indicações de conteúdos a serem estudados ou indicações de ex-alunos que passaram pelo mesmo que você está passando.

Posteriormente, poderá haver (dependendo do tamanho, relevância e atitude da diretoria da Liga no qual está inserido) treinamentos realizados por pessoas externas, como sócios de assets ou consultorias financeiras, entre outros. Essa é uma chance de você estar em contato diretamente com quem já se encontra no Mercado e, quem sabe, ser convidado por esse mesmo sócio para trabalhar com ele.

Indo além, poderá haver visitas técnicas dos membros da Liga a assets, bancos de investimento, fintechs et al, tornando possível conhecer o dia a dia e a estrutura do local visitado.

E, ao longo do tempo, os membros e ex-membros da Liga vão se tornando estagiários e analistas, possibilitando um networking orgânico no Mercado Financeiro.

Ainda, você irá obter a experiência de trabalhar em equipe como membro e, caso assim o deseje, como líder. Esta é uma soft skill bastante buscada em instituições financeiras.

Além disso, aprenderá outras hard skills ligadas a uma das áreas de gestão disponíveis, como Finanças, Operações, Marketing, Gente e Gestão, entre outras.

Basicamente, Ligas de Mercado Financeiro possibilitam conexões profissionais, exposição e skills - basta aproveitar as oportunidades disponíveis e exercê-las com excelência.


Quer receber vagas de estágios de férias e outras atualizações por e-mail?

* obrigatório

Quais são os benefícios de participar de uma Liga de Mercado Financeiro?

domingo, janeiro 21, 2018

As aulas na universidade estão chegando e você ainda tem que matar aquelas horas complementares? Fear no more.

A B3 Educação (ex-BVMF&Bovespa) possui cursos on-line gratuitos de Mercado Finnceiro com certificado de conclusão e o números de horas equivalente.

Vale a pena para aqueles que desejam aprender tópicos úteis relacionados ao Mercado Financeiro e/ou que estão perto de completar a carga horária exigida.

Ainda, realizar tais cursos de Mercado Financeiro e citá-los em seu perfil no LinkedIn e/ou no currículo podem demonstrar que você está verdadeiramente interessado em trabalhar no Mercado Financeiro.

Os cursos gratuitos disponíveis (em 01/2018) são:

  • A Bolsa: Seus Ambientes e Mercados (2h)
  • Como Investir no Tesouro Direto (2h)
  • Finanças Pessoais e Investimentos em Ações (13h)
  • Guia de Investimentos em Renda Fixa (2h)
  • Mercado de Ações (1h)

Cursos Gratuitos da B3 Educação

quarta-feira, dezembro 27, 2017

Você aí, aluno de faculdade e que quer trabalhar no Mercado Financeiro, já pensou o que vai fazer nessas férias para melhorar esta situação? O Faria Lima Oasis possui umas sugestões:



  1. Temos uma lista com Livos sobre Mercado Financeiro e Wall Street
  2. Temos recomendações de leitura específicas de livros selecionados da lista acima, como
    1. Livro Working the Street
    2. Livro Confessions of a Street Addict
    3. Livro Monkey Business
    4. Outros sites possuem diversas listas de livros técnicos sobre Mercado Financeiro, busco não repetir as indicações pois vocês facilmente podem encontrá-las no Google. Assim, recomendo livros que poucos leram ou indicam.
  3. Também temos indicações de outros tipos de leituras
    1. Relatórios de gestoras de recursos
    2. Como se manter informado sobre o cenário político brasileiro
    3. Como se manter atualizado sobre o cenário econômico brasileiro
  4. Temos uma lista com filmes e séries sobre Mercado Financeiro
  5. Há cursos presenciais de Mercado Financeiro nas capitais (RJ e SP), assim como há cursos online em plataformas como o Udemy. Futuramente pretendo escrever um post sobre isso.
  6. Aprender a programar em Excel e VBA. Já falamos sobre a importância de saber programar.
  7. Fazer uma preparação para processos seletivos com as postagens já publicadas. Segue uma seleção de postagens
    1. Dicas para uma entrevista de emprego
    2. Coeficiente de rendimento e trabalhar no Mercado Financeiro
    3. Como ter um perfil de destaque no LinkedIn?
    4. Diferenciação nas entrevistas e dinâmicas
    5. Dicas sobre dinâmicas em grupo
    6. Características buscadas nos jovens profissionais
    7. Material de preparação para o GMAT e provas de raciocínio lógico
    8. Dica de entrevista | Evite reclamar
E encerramos por aqui. Se você deseja estagiar em bancos ou trabalhar no Mercado Financeiro, esta lista o ajudará a se encontrar e a desenvolver o caminho para conseguir alcançar o seu objetivo.


Quer receber vagas de estágios de férias e outras atualizações por e-mail?

* obrigatório

Recomendações de Férias para Universitários

terça-feira, outubro 31, 2017

Um pequeno comentário sobre a importância do coeficiente de rendimento para quem deseja trabalhar no Mercado Financeiro: ter um coeficiente de rendimento alto é necessário para você passar da primeira fase em um processo seletivo, mas não é suficiente.

Vê-se que para o candidato ter um "contato humano" (ser chamado para uma entrevista ou dinâmica em grupo), ele precisa ter um coeficiente acima do estipulado pela instituição financeira, mesmo que esse dado não seja publicamente explicitado.

Já vi instituições colocarem como necessário uma nota acima de 7.5, outras solicitando a partir de 8. Como visto em posts anteriores, esse requisito varia entre cursos e universidades, mas nunca vi abaixo de 7,5.

Entretanto, ter um CR estelar não significa que você será contratado na mesma hora. Como disse, é um elemento necessário, mas não suficiente. Há diversos outros pontos que serão avaliados em entrevistas e dinâmicas em grupo. Dê uma pesquisada neste blog para ler as publicações que fiz sobre esses assuntos.

Ainda, para aqueles que possuem um CR mediano ou baixo e que não passam da primeira fase, sempre há a possibilidade de enviar um e-mail para o RH da instituição e marcar uma conversa. Se o seu CR não é chamativo, venda o seu peixe falando sobre suas experiências extracurriculares e profissionais.

Coeficiente de rendimento e estágio no Mercado Financeiro

terça-feira, maio 16, 2017

 Caso a grade do seu curso não seja satisfatória ao seu objetivo, seja por não atender ao desejo de ter mais contato com o Mercado Financeiro ou por atendê-lo de forma incompleta, aqui vai uma dica.

Pesquise na coordenação do seu curso quanto a possibilidade de cursar matérias obrigatórias e eletivas de outros cursos, sem ter de cumprir os pré-requisitos das mesmas.

Caso seja possível, pegue o fluxograma/currículo programático de cursos como Economia, Administração, Contábeis e Engenharia de Produção para buscar matérias que correspondam ao seu interesse. Pode ser uma dica boba, mas a maior parte dos alunos não conhecem esta oportunidade.

Como fazer para aproveitar mais o ensino acadêmico da minha universidade?

sábado, maio 13, 2017

Dilema: Focar no Coeficiente de Rendimento ou em Atividades Extracurriculares?

 Coeficiente de Rendimento, sempre o CR. O coeficiente de rendimento é o que possibilita a sua inscrição e a sua participação no processo seletivo para estágio e trainee no Mercado Financeiro.

Caso você consiga manter um CR acima de 9 enquanto realiza atividades complementares relacionadas a finanças, essa será a união de dois mundos: mostrará que você é capaz de entregar resultados mesmo com a agenda limitada e com responsabilidades extras.

Atividades relevantes a serem feitas: aprender outras línguas além de inglês, desafios de valuation, curso de Excel e VBA, cursos de finanças, entre outros.

Uma das reclamações que mais ouvi e li, por parte de sócios de bancos de investimento e gestoras, baseia-se na crença pessoal de que não aproveitaram a faculdade o suficiente (leia-se, poderiam ter obtido um coeficiente de rendimento maior) e não deveriam ter entrado em estágio tão cedo durante a faculdade.

Logo, leve tais pontos e consideração antes de tomar decisões que possam vir a trazer as mesmas consequências apontadas por eles.

No início da faculdade devo focar no CR ou em atividades extracurriculares?

sábado, abril 15, 2017

Por que o Coeficiente de Rendimento é importante para trabalhar em banco de investimento ou asset?

 A importância reside no fato do Coeficiente de Rendimento (CR) ser uma prova de que você pode e consegue performar com excelência, mesmo sob condições adversas.

Estuda e trabalha ao mesmo tempo? Mora sozinho, cuida da casa e também estuda e trabalha? A matéria é chata? O professor é um escroto? Perdeu o tesão na graduação? Isso não importa, missão dada é missão cumprida.

Além, ter um bom CR em um momento em que são poucos os que possuem maturidade ou consciência dá importância das notas em seu boletim acadêmico chega a ser raro.

Entretanto​, um alto Coeficiente de Rendimento pode ser visto tanto como um pré-requisito como um diferencial. Já vi casos, por exemplo, em que há o requisito de CR igual ou maior que 8 para poder se candidatar ao estágio. Outros bancos e assets, não todos, não divulgam sua nota de corte, mas também não retornam o contato daqueles que se encontram abaixo do patamar que acreditam ser adequado.

Ou seja, para haver a chance de entrar no processo seletivo, você tem de atender a este requisito.

Para o CR ser um diferencial, deve ser altíssimo e ser de um curso difícil em uma universidade difícil. Alguém com CR 9.5 em Engenharia Elétrica na USP é um bom exemplo deste caso.

Se você quer entrar no Mercado Financeiro pela via tradicional, ou seja, por estágio ou trainee, cuide do seu CR como se a sua carreira dependesse dele - pois depende.

Por que o CR é tão importante para o Mercado Financeiro?