Mostrando postagens com marcador estagio. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador estagio. Mostrar todas as postagens

domingo, junho 24, 2018

Se você quer sinalizar que, além de querer estagiar no Mercado Financeiro você também está fazendo algo de relevante que demonstre esse desejo, segue um curso gratuito do Udemy com foco no CPA-10.



O curso Preparatório para Certificação ANBIMA CPA-10 apresenta os seguintes tópicos:

  • Capítulo 01 - Sistema Financeiro Nacional e Participantes do Mercado
  • Capítulo 02 - Ética, Regulamentação e Análise do Perfil do Investidor
  • Capítulo 03 - Noções de Economia e Finanças
  • Capítulo 04 - Princípios de Investimento
  • Capítulo 05 - Fundos de Investimento
  • Capítulo 06 - Instrumentos de Renda Variável e Renda Fixa
  • Capítulo 07 - Previdência Complementar Aberta: PGBL e VGBL


Recomendo que utilize o mesmo como base para tirar a CPA-20, visto que os tópicos de ambas são bem parecidas.

Logicamente, também recomendo que pense em se certificar em CGA, CEA, CFP ou CFA, dependendo de sua disponibilidade de tempo e objetivo profissional. A recomendação para se certificar em CPA-20 tem como foco aqueles universitários que estão buscando o primeiro estágio.

Curso online de CPA-10 Gratuito

domingo, junho 17, 2018

Estamos perto de mais um período de recrutamento para vagas de estágio e de analista no Mercado Financeiro, no final deste primeiro semestre do ano. E, com isso, aumentam as dúvidas sobre como se comportar nas diversas etapas dos processos seletivos.



Dicas sobre testes online, dinâmicas e entrevistas podem ser encontradas nas postagens abaixo:



Mas quais perguntas não podem nem devem ser feitas em uma entrevista? Existe isso? Ou posso perguntar o que vem à minha cabeça?

Não, pequeno gafanhoto. Existem assuntos que não devem ser citados em uma entrevista. Por exemplo:


  • Qual será o meu bônus ao final do ano?
  • Qual é a média do salário daqui?
  • Qual foi o bônus do CEO no ano anterior?
  • Quem foi a última pessoa demitida e por quê?
  • Como anda o processo judicial X (contra a empresa que está o entrevistando)?
  • A carga horária daqui é equilibrada?

Algumas das perguntas podem ser facilmente respondidas com pesquisas no Google, mas todas elas possuem um ponto em comum: a ausência de senso crítico.

O que não perguntar em uma entrevista?

quarta-feira, maio 02, 2018

O coeficiente de rendimento é importante durante o estágio? Qual é o seu impacto?

Já falamos diversas vezes sobre ele aqui (Coeficiente de rendimento e estágio no Mercado Financeiro), aqui (No início da faculdade devo focar no CR ou em atividades extracurriculares), aqui (Mas e se o meu CR é baixo porque sou de universidade federal?) e aqui (Por que o CR é tão importante para o Mercado Financeiro?).

Mas, além de ser um gate keeper durante os processos seletivos, há algum impacto direto do CR nas atividades que você irá exercer como estagiário?



Nem um pouco. Como estagiário no Mercado Financeiro você terá mais responsabilidades que o estagiário mediano de outras indústrias, mas ainda assim terá de realizar atividades com baixa ou média contribuição intelectual.

Caso fossem de elevada contribuição intelectual, não teriam contratado um estagiário com quase nenhuma experiência profissional para tocar este projeto, não é mesmo?

O que a sua equipe irá esperar de você é proatividade, capacidade de analisar o todo e seus detalhes, além de sugerir formas de melhorar a rotina ou a atividade a ser exercida. Pode ser a sugestão mais boba, mas desde que diminua o tempo da rotina ou torne-a mais eficiente, será vista com bons olhos.

Ao longo do tempo você verá que as matérias vistas na faculdade podem não ter qualquer correlação com o que será visto no estágio, assim como o que é visto no estágio provavelmente não o ajudará nas provas da faculdade.

Coeficiente de rendimento é importante depois do estágio?

quinta-feira, março 22, 2018

O final do primeiro semestre e a metade do segundo semestre são vistos com horror e excitação pelos universitários que buscam entrar no Mercado Financeiro ou em qualquer outra indústria competitiva.

Tais períodos de tortura são resultado da divulgação e realização de dezenas de processos seletivos ao mesmo tempo. E, para variar, os processos seletivos ocorrem durante o período de provas das faculdades.

Conheço uma pessoa que foi entrevistada 5 vezes pela mesma asset durante uma semana e que, ao final de um mês, havia sido entrevistada por 30 pessoas de diversas instituições.

Essa mesma pessoa foi entrevistada por uma outra asset às 14 horas de uma sexta-feira, após ter saído correndo da universidade e, sem poder olhar para o relógio ou demonstrar que tinha outras responsabilidades on the line durante a entrevista, seria entrevistada duas horas depois em outro local da cidade por outra instituição financeira.

Eu sou essa pessoa.

O mais enervante dessa situação não é o número elevado de entrevistas ou etapas, mas a ansiedade ligada à espera da resposta de cada um dos processos seletivos.

Você quer entrar na instituição financeira dos seus sonhos, mas não quer correr o risco de ser reprovado em uma das etapas e acabar sem estágio ou emprego. E acaba se inscrevendo em vários processos, só para garantir.

Quanto à ansiedade, não há muito o que fazer. O tempo é, ao mesmo tempo, o seu amigo e o seu inimigo e a única coisa que você pode fazer é esperar.

Quanto aos diversos processos seletivos, há coisas simples que podem ser feitas.

  • Tentar marcar as etapas em datas e horários o mais distantes possíveis
  • Marcar entrevistas durante o horário de compromissos sacrificáveis (como aulas, entre outros)
  • E, por fim, sacrificar um processo seletivo para estar presente na etapa de outro. Haverá etapas em que não existem horários ou dias alternativos e uma escolha deverá ser feita.



Quer receber vagas de estágios de férias e outras atualizações por e-mail?

* obrigatório

Como manter a sanidade durante o período de recrutamento?

quarta-feira, janeiro 17, 2018

Prezados(as), o que andou me impressionando ultimamente foi encontrar universitários em meu meio social que não sabem como, nem onde, procurar estágio. Pensei que tivesse sido um caso à parte, mas a situação repetiu-se três vezes em um curto período de tempo.

Assim sendo, como ninguém sai do Ensino Médio sabendo como montar currículos, buscar vagas de estágio e mandar bem em entrevistas, aqui vão umas dicas sobre onde procurar processos seletivos para estágio.

Primeiro, busque saber se a sua universidade possui uma plataforma online de vagas de estágio. Uma ida rápida à secretaria pode ajudá-lo com isso.
  • Pode ser que sua universidade possua uma plataforma única com vagas para universitários de todos os cursos ou uma plataforma com foco no departamento do seu curso. A segunda opção tende a ser melhor, pois tende a conter um maior número de vagas relacionadas à sua graduação.
  • Entretanto, pode ser que sua universidade não possua tal plataforma, mas não há motivo para desespero.
Universidades geralmente possuem uma central de estágios ou um mural com as últimas vagas disponíveis. Sendo assim, em segundo lugar, encontre tais locais e vigie-os como se sua vida dependesse disso. As vagas são publicadas quando você menos espera.

Em terceiro lugar, acompanhe o grupo do seu curso e entre em diversos grupos de vagas de estágio e trainee no Facebook. Esses são os locais onde estagiários e pessoas que já trabalham na empresa postam as novas vagas que surgiram.

Há, ainda, os famigerados portais de vagas de emprego. Umas indicações interessantes são:
  • 99jobs
  • Walljobs
  • Vagas.com.br
  • Cia de talentos
  • Page talent
  • Randstad
  • CIEE
Esses portais possuem diversos tipos de vagas e a minoria é voltada para o Mercado Financeiro e, mais especificamente, para o estados do RJ e de SP. Não custa tentar a sorte.

Se você já tem em mente os nomes de bancos ou boutiques de investimento, family offices, assets e etc, basta ir ao site da instituição financeira e procurar pela seção "Trabalhe conosco" ou "Carreiras". Algumas empresas possuem portais de vagas à parte, como a XP Investimentos e o Itaú Unibanco. Cabe dar uma pesquisada rápida no Google.

Logicamente, tais pontos possuem eficiência variada dependendo do local onde você mora (dentro ou fora do eixo RJ-SP). Obviamente, é muito mais fácil encontrar estágio morando na cidade do Rio de Janeiro ou de São Paulo, dada a concentração de instituições financeiras nesses locais.

Se você mora fora das capitais citadas, pode ser mais interessante enviar e-mails para as instituições financeiras próximas oferecendo-se como estagiárioestagiário de férias ou de acordo com o cargo que corresponde às suas qualificações.

Como Procurar Vagas de Estágio e de Analista

sexta-feira, janeiro 12, 2018

Bem, já falamos sobre como conseguir uma entrevista, sobre a roupa que você deve usar, sobre a característica em falta nos estagiários atuais e sobre como se diferenciar em uma dinâmica entrevista.

Entretanto, falamos pouco sobre quais perguntas podem ser feitas em uma entrevista de vaga de estágio ou de analista do Mercado Financeiro.

Seguem algumas perguntas que surgiram em minhas entrevistas ou em entrevistas de pessoas próximas a mim:

  • Conte-me sobre a sua história de vida
  • Cite uma qualidade e um defeito
  • Por que escolheu se formar no curso X? Por que a faculdade Y?
  • Por que escolheu Mercado Financeiro?
  • Como você responde sob pressão?
  • Qual foi o seu maior desafio?
  • Qual foi o último livro que você leu? Conte-me um pouco sobre ele.
  • Qual foi a última notícia de Economia que chamou a sua atenção? Conte-me sobre ela.
  • Você teve alguma influência na família para trabalhar no Mercado Financeiro?
  • Qual é a sua relação com o dinheiro? Possui alguma meta pessoal?
  • Você investe? Desde quando e em quais ativos? (Citei sobre isso na postagem Finanças Pessoais e Mercado Financeiro)
  • Fale sobre a sua vida acadêmica.
  • O que você leu sobre a nossa empresa?
  • Por que você está se candidatando para a nossa empresa? (Veja a importância desse conceito no post: Conhecer a instituição financeira é importante)
  • Quantas máquinas de lavar existem no Brasil? (e similares)
  • Faça o valuation da companhia Z.
  • Discorra sobre os efeitos da elevação/diminuição da taxa de juros sobre o Mercado de Capitais, com foco em empresas específicas listadas na bolsa de valores.
  • Qual é a sua opinião sobre o cenário eleitoral?
    • Já ouvi uma boa história sobre essa pergunta sendo feita fora do Mercado Financeiro mas por um grupo bastante renomado de empresários em 2014. Foi uma boa gargalhada.
  • A pergunta citada no post: Fail na entrevista com o Gestor


As perguntas sobre você e a sua história pessoal são as mais difíceis de surpreender por serem bastante comuns, já as com foco em Economia podem atrapalhar aqueles que cursaram Engenharia ou outros cursos que não possuem Macroeconomia e Finanças em seu currículo.

Perguntas que Podem e Vão Ser Feitas na Entrevista

segunda-feira, dezembro 18, 2017

LinkedIn realmente ajuda aqueles que desejam trabalhar no Mercado Financeiro? Então, se você possui um bom currículo, uma personalidade que tenha fit com a cultura organizacional da instituição financeira e conhecimento para trabalhar na vaga pretendida, sim.

Não veja o LinkedIn ou o approach infalível para obter entrevista como um elemento suficiente para ser aceito em uma empresa deste tipo, mas como um elemento necessário.

Se você fosse o sócio de uma gestora de recursos, você iria contratar um candidato só porque ele o enviou uma mensagem pelo LinkedIn? Creio que não. E se o candidato tem uma ótima lábia e fala que é movido por desafios, mas não possui exemplos em sua vida para dar sustentação a isso? Também acredito que não iria contratá-lo. Ter sangue nos olhos e ter a faca nos dentes não são características que podem ser simuladas, não no médio-longo prazo.

Quer receber vagas de estágios de férias e outras atualizações por e-mail?

* obrigatório

LinkedIn ajuda aqueles que desejam trabalhar no Mercado Financeiro?

sábado, novembro 04, 2017

 Galera, como mentor ando acompanhando uma pessoa que deseja entrar no Mercado Financeiro e tenho visto alguns pontos que podem (e devem) ser trabalhados:

- Treine Excel e VBA ao máximo e tenha isso memorizado e praticado na hora de fazer a prova para o estágio e no estágio em si
- Tenham uma boa conversação em inglês. Hoje em dia não há desculpas para não treinar isso de maneira gratuita com a internet
- Treine suas habilidades analíticas sempre que possível. Tenha uma mente razor sharp para fazer diversas contas e estimativas rápidas sem ajuda de calculadora.

Sempre continue treinando. Não importa se a sua personalidade é similar ao de pessoas que obtiveram sucesso em assets e bancos de investimento, o lado analítico é tão importante quanto as soft skills.

Pontos a serem melhorados

terça-feira, outubro 31, 2017

Um pequeno comentário sobre a importância do coeficiente de rendimento para quem deseja trabalhar no Mercado Financeiro: ter um coeficiente de rendimento alto é necessário para você passar da primeira fase em um processo seletivo, mas não é suficiente.

Vê-se que para o candidato ter um "contato humano" (ser chamado para uma entrevista ou dinâmica em grupo), ele precisa ter um coeficiente acima do estipulado pela instituição financeira, mesmo que esse dado não seja publicamente explicitado.

Já vi instituições colocarem como necessário uma nota acima de 7.5, outras solicitando a partir de 8. Como visto em posts anteriores, esse requisito varia entre cursos e universidades, mas nunca vi abaixo de 7,5.

Entretanto, ter um CR estelar não significa que você será contratado na mesma hora. Como disse, é um elemento necessário, mas não suficiente. Há diversos outros pontos que serão avaliados em entrevistas e dinâmicas em grupo. Dê uma pesquisada neste blog para ler as publicações que fiz sobre esses assuntos.

Ainda, para aqueles que possuem um CR mediano ou baixo e que não passam da primeira fase, sempre há a possibilidade de enviar um e-mail para o RH da instituição e marcar uma conversa. Se o seu CR não é chamativo, venda o seu peixe falando sobre suas experiências extracurriculares e profissionais.

Coeficiente de rendimento e estágio no Mercado Financeiro